Loading...

Estas são algumas das sugestões para desafio de desenvolvimento de soluções para o hackathon da saúde. Caso você tenha alguma sugestão, nos envie um e-mail para staff@appcivico.com

Aqui estão os desafios levantados pelos gestores das áreas de Inteligência, Ouvidoria e Medicamentos para o Hackathon. Assim, você já pode ir se pensando em soluções, se guiar para realizar as soluções e solicitar os mentores adequados. Se quiser, pode até ir além dessas propostas.

Atenção nas palestras!

Lembre-se: os critérios são interesse público, qualidade técnica, monitoramento participativo e criatividade.

O banco de dados é composto por três grandes temas/áreas de atuação

Dados epidemiológicos


CeInfo (Coordenadoria de Epidemiologia e Informação), o setor de análise de dados da SMS.

Ouvidoria


Ouvidoria Geral do SUS, setor que dialoga diretamente com o cidadão, recebendo as reclamações, solicitações, denúncias, elogios e sugestões e respondendo o munícipe.

Medicamentos


Medicamentos, setor que monitora todo o processo de remédios na cidade.








DESAFIOS DA CEINFO




1. Plataforma para análise de dados espaciais


Objetivo Principal:

Desenvolver um sistema cujo modelo permita a leitura e exibição de qualquer base de dados georreferenciados, segundo variáveis disponíveis/selecionáveis.

Com base nos campos de coordenadas geográficas padronizados, o sistema deve exibir os registros sobre um mapa dinâmico e possibilitar o filtro das respectivas variáveis.

Para a exibição dos pontos no mapa podem ser utilizadas técnicas de adensamento de pontos (Kernel/Cluster).

Adicionalmente aos bancos georreferenciados, estão disponíveis as coordenadas geográficas, setores censitários, distritos administrativos, coordenadorias de saúde, supervisão de saúde, área de abrangência de unidade de saúde e prefeituras regionais, em arquivos kmz.

Objetivo secundário:

Propor módulo adicional que permita o georreferenciamento dos registros com base nos campos de endereçamento.





2. Monitoramento de cesáreas


A partir da classificação de Robson, desenvolver um mecanismo/ferramenta que permita à unidade conhecer quais grupos contribuíram para sua taxa geral de cesária no período para realizar o monitoramento de cesáreas realizadas naquele estabelecimento.

Entenda: a classificação de Robson são variáveis que permitem monitorar os tipos de partos realizados nas maternidades e hospitais.

Estão disponíveis as variáveis que compreendem essa classificação e a ferramenta já utilizada pela SMS para fazer o monitoramento geral. O objetivo é que cada unidade/maternidade/hospital consiga monitorar os seus partos de acordo com essa classificação. Essa iniciativa visa monitorar a taxa de cesáreas realizadas na cidade tendo em vista a predominância desse tipo de parto na capital paulista.





3. Buscador de serviços de saúde


Desenvolver um sistema em plataformas web e mobile que permita a exibição dos estabelecimentos e serviços de saúde SUS e Conveniados sobre um mapa dinâmico cujo objetivo é identificar a localização do usuário via IP/GPS.

Identificar a unidade básica de saúde de referência (porta de entrada do SUS) de acordo com o endereço de residência do usuário.

Permitir a criação de rotas de acesso (a pé, carro, ônibus, metrô, etc) com distância do percurso e tempo de deslocamento, horário de funcionamento e telefone de contato.

Estarão disponíveis os dados das unidades de saúde por endereço, latitude, longitude, horários de funcionamento, CNES, etc





DESAFIOS DA OUVIDORIA




4. Integração de bancos com colunas deslocadas


Integrar dois bancos de dados (em excel), de origem distintas, em uma espécie de intranet, de modo que seja possível criar um terceiro banco com tabelas dinâmicas e fórmulas previamente aplicadas (14 colunas). As colunas dos dois bancos iniciais não coincidem, de modo que todo o trabalho de remanejamento e correlação, atualmente, é feito manualmente. A ideia também é criar uma hierarquia de acesso a esse banco de modo que, por exemplo, desde uma unidade de saúde acesse apenas os dados que dizem respeito à própria unidade; até um perfil mais administrador que possua acesso amplo.





5. Criação de BIAI


Este desafio deriva do primeiro. A ideia é disponibilizar os dados (do terceiro banco) com diversos cruzamentos possíveis.





DESAFIOS DE MEDICAMENTOS




6. Quadro de disponibilidade de medicamentos em linguagem cidadã e facilmente compreensível


A partir do banco de dados de estoque disponibilizado, qual a melhor forma de apresentar um quadro de disponibilidade de medicamentos considerando duas variáveis: o medicamento em si e a informação georreferenciada?

O objetivo é criar uma plataforma de comunicação com a sociedade civil e outros setores em uma linguagem acessível e facilmente compreensível, considerando a complexidade do sistema de medicamentos, tornando-se uma ferramenta não só de gestão, mas de cobrança, exigência, estabelecimento de metas e transparência da situação na cidade.

7. Fiscaliza SUS


Criar um sistema que permita identificar qual a real demanda de cada medicamento em cada unidade de saúde e, a partir daí, criar padrões que permitam identificar comportamentos atípicos no consumo/dispensação de remédios nas unidades (por unidade, por paciente, por médico). Em tempo, os dados estão despersonificados.









Nos envie sua sugestão de desafio através do e-mail staff@appcivico.com